Política 08 de Nov de 2013 • 19:30

Jornalista relata em livro convivência com guerrilheiro Che Guevara

Jornalista relata em livro convivência com guerrilheiro Che Guevara

Foto: Reprodução/Zero Hora

Um livro sobre o famoso revolucionário socialista do século XX será lançado pelo jornalista e escritor Flávio Tavares. Nomeado "Meus 13 dias com Che Guevara" o exemplar contém 62 fotografias de Che Guevara na Conferência Interamericana de Punta Del Este, local em que o escritor o acompanhou. Em entrevista a Rádio Metrópole, nesta sexta-feira (8), o autor afirma que após esta conferência o guerrilheiro se tornou um ícone.

"Eu fiquei deslumbrado, pelo porte e pela figura de Che Guevara. Ele era apenas um guerrilheiro famoso e nesta reunião se torna um ícone. Se conhece um homem que pensa, um filósofo da realidade e não apenas um bom estrategista militar", comentou o jornalista. Flávio aborda no livro um tema tabu referente a vida de Che: por que ele saiu de Cuba? "Não dou a solução global mas afloro os caminhos para que o leitor tome a sua posição", explicou o jornalista.

Flávio Tavares afirmou que a obra não e uma biografia e ao relatar sobre os dias em que conviveu com o combatente, ele conta "jantei com ele duas vezes e me aproximei ao lembrar que Porto Alegre foi a primeira cidade estrangeira que ele conheceu. Veio como enfermeiro". O livro possui uma edição reduzida lançada em 2007, no dia do aniversário de morte de Ernesto Che Guevara. O jornalista e escritor pretende divulgar o livro em Salvador após o lançamento oficial em Porto Alegre no mês de novembro.

publicidade:


Notícias :

Carregar mais