Cidade por Laura Lorenzo e Matheus Simoni no dia 12 de Jan de 2017 • 00:12

Diretor de "Axé" revela satisfação com o filme: "Muito feliz"

Diretor de 'Axé' revela satisfação com o filme:

Foto: Tácio Moreira/ Metropress

O diretor do filme  "Axé: Canto do Povo de um Lugar", Chico Kertész, falou ao Metro1 sobre a pré-estreia do seu longa, na noite desta quarta-feira (11), revelando um processo longo e minucioso que durou dois anos, entre pesquisas, gravações e edições.

"Foram 98 entrevistas, entre artistas, empresários, produtores de bloco. Foi muito difícil comprimir uma história que acontece de 1985 a 2016 com diversos artistas estourando simultaneamente. Mas eu acho que a gente conseguiu e estou muito feliz", contou Kertész.

Segundo o diretor do documentário, sua felicidade e satisfação com o resultado final foram ainda mais gratificantes ao ouvir os elogios dos artistas que participaram do filme e dos jornalistas presentes na exibição. "Eu acho que não podia ser melhor", afirmou Chico Kertész.  

Chico contou ainda que a ideia de fazer um filme documental, contando a história desse movimento artístico, surgiu ao perceber que o Axé estava comemorando 30 anos, sem um documento relevante. "Eu resolvi fazer porque estava muito clara a importância e o tamanho que essa história, preservando a maior veracidade possível", declarou o diretor, sem negar o nervosismo de apresentar o produto final ao público. 

Apesar do sucesso já ter sido comprovado pela crítica durante a 40ª Mostra Internacional de Cinema realizada em São Paulo, Chico não nega ter sentido certo 'frio na barriga' ao apresentar o documentário e explica: "é muita responsabilidade você contar a história dos outros. Seria mais fácil eu contar a minha história".



publicidade:


Notícias : Cidade