Cidade por Paloma Morais no dia 14 de Nov de 2017 • 19:48

Suspeito matou jornalista a pedrada e diz que sofria ameaças da vítima

Suspeito matou jornalista a pedrada e diz que sofria ameaças da vítima

Foto: Reprodução/Facebook

O homem preso na tarde desta terça-feira (14) acusado de matar a jornalista Daniela Bispo dos Santos, na última segunda (13), em um prédio localizado na avenida Tancredo Neves, afirmou que cometeu o crime porque estava sofrendo ameaças da vítima. A informação foi divulgada pela delegada Milena Calmon, titular da 1ª Delegacia de Homicídios (DH/Atlântico).

Segundo a delegada, o homem, identificado como Mateus William Oliveira Alecrim Dourado de Araújo, de 32 anos, é noivo, porém mantinha um caso com Daniela desde 2013. Ele relatou que a vítima estava pressionando para que ele abandonasse a companheira. Ainda conforme à delegada, o suspeito utilizou um pedaço de paralelepípedo para atingir a vítima e não uma faca, como havia sido inicialmente divulgado pela polícia. 

Ele também contou à delegada que havia marcado um encontro com a jornalista, dentro do Edifício Catabas Empresarial, onde ela trabalhava como atendente de call center. Ambos discutiram e o suspeito acabou matando a vítima a pedrada. O crime ocorreu no sexto andar do prédio, porém Daniela caiu nas escadas e foi parar no quinto. Após a ação, o homem fugiu do local.

Tentando despistar a polícia, Mateus William chegou a trocar por duas vezes de camisa, mas foi identificado por uma amiga da vítima, através das câmeras de segurança do prédio. O homem foi preso em Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador, por volta das 15h e autuado em flagrante por homicídio qualificado. Ele será encaminhado para audiência de custódia na quarta-feira (15).



publicidade:


Notícias : Cidade