Política

Vereador critica falta de transparência no governo Neto: "Não é o forte"

Um dos maiores críticos da adminitração do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), o vereador petista Gilmar Santiago voltou a criticar a atuação do democrata. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/ Câmara de Vereadores de Salvador

Por Matheus Morais no dia 05 de Junho de 2015 ⋅ 16:21

Um dos maiores críticos da adminitração do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), o vereador petista Gilmar Santiago voltou a criticar a atuação do democrata. “Definitivamente, transparência não é o ponto forte da administração do prefeito ACM Neto”. Santiago refere-se à falta de publicização em tempo real dos gastos e da arrecadação da Prefeitura de Salvador, como determina a Lei Complementar 131, de 27 de maio de 2009, à União, estados e municípios.

Gilmar recebeu reclamações de que o “Portal da Transparência”, mantido pela Secretaria Municipal da Fazenda, está sem atualização há seis meses e com o quadro de receitas zerado, “o que deixa o contribuinte soteropolitano sem acesso a informações sobre a movimentação financeira do Município”.

Além disso, segundo o vereador Gilmar Santiago, em 2014 Salvador foi a 13ª entre as 26 capitais no Índice de Transparência, um ranking estabelecido por especialistas da Universidade de Campinas – SP (Unicamp), Fundação Getúlio Vargas (FVG), Universidade de Brasília (UnB), Controladoria Geral da União (CGU) e ONG Contas Abertas, entre outros.

Notícias relacionadas

[TSE arquiva ação em que PT pedia inelegibilidade de Bolsonaro]
Política

TSE arquiva ação em que PT pedia inelegibilidade de Bolsonaro

Por Matheus Simoni no dia 13 de Dezembro de 2018 ⋅ 11:40 em Política

No julgamento, iniciado no dia 4 de dezembro e concluído hoje (13), os ministro do tribunal entenderam que não houve uma quantidade de provas para configurar o abuso de p...

[Operação da Polícia Federal prende prefeito de Mauá]
Política

Operação da Polícia Federal prende prefeito de Mauá

Por Alexandre Galvão no dia 13 de Dezembro de 2018 ⋅ 09:00 em Política

A investigação é um desdobramento da Operação Prato Feito, que investigava o desvio de recursos públicos em diversas cidades na merenda escolar.