Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

O 'feat' Madonna, Kylie e Cyndi

Como três nomes do pop lançaram álbuns que renovaram o pop nos anos 2000

[O 'feat' Madonna, Kylie e Cyndi ]
Foto :

Por Alexandre Galvão no dia 12 de Outubro de 2020 ⋅ 22:26

Em quatro anos, o mundo pop conheceu uma nova versão dos seus ritmos. De 2005 a 2008, Madonna, Kylie Minogue e Cyndi Lauper lançaram o que considero a melhor trilogia não pensada da renovação do toque mais popular e criticado do mundo. 

Como sempre: a rainha vem primeiro. No final de 2005 Madonna lançou o que pode ser considerado o seu grande último sucesso no mercado americano. Depois disso, nenhuma "reinvenção" da rainha empolgou o mercado. Fato é que o dançante Confessions On a Dance Floor colocou mesmo o mundo na pista. 

O CD, com 12 faixas, tem hits já históricos, como "Hung Up" e "Sorry". Parte de toda originalidade da obra, claro, cai no colo da própria Madonna, mas outra parte, tão fundamental e fácil de perceber tem pai. Ou melhor, pais: Stuart Price e a dupla Bloodshy & Avant. Os músicos levaram à família real do pop o que faltava da música eletrônica. 



Com um álbum tão impecável e bem aceito pela crítica -- colocando Madonna terceiro lugar nos "99 Maiores Álbuns de Dance de Todos os Tempos" pela revista Vice -- a pista de dança estava aberta para as outras duas artistas. 

Em 2007, o sucesso do Confessions ainda ecoava e essa onda bateu forte em uma discipula direta de Madonna: a australiana Kylie Minogue, que, naquele ano, apresentou ao mundo "X". O álbum é diferente de tudo que ela já fez -- e talvez, por isso, seja tão bom. Na produção, Kylie importou a dupla Bloodshy & Avant e ajudou a empurrar para o mundo o então desconhecido Calvin Harris (que, tempos depois, estaria com Madonna). 

O "suco" de pop eletrônico e influência M é tão grande que "No More Rain", faixa do CD, é "sobra" de composições da rainha do pop nos anos 90. As duas são amigas e fortaleceram os laços anos antes, quando Minogue teve câncer de mama e Madonna, que perdeu a mãe para essa doença, aproximou-se. 



A repercussão final da onda eletrônica está muito bem colocada em Bring Ya to the Brink, de Cyndi Lauper, lançado em 2008. O CD tem uma bela renovação da poderosa senhora do pop, com participação até de Max Martin, produtor "modinha" com sucessos como "Baby One More Time", de Britney, e "California Gurls", de Katy Perry. O resumo é: o álbum é sensacional e, para mim, o destaque fica em Rocking Chair -- música que nunca me saiu da cabeça. 


 

Indicações relacionadas

[Big Little Lies: a série perfeita]

Big Little Lies: a série perfeita

Por Nardele Gomes no dia 14 de Abril de 2021 ⋅ 10:53

Se alguém me pedir a indicação de uma série perfeita pra assistir, eu não vou pensar. Essa série é Big Little Lies

[Alma de Cowboy]

Alma de Cowboy

Por Mário Kertész no dia 05 de Abril de 2021 ⋅ 17:41

Movido por uma história de cowboys do asfalto, a obra aborda um drama familiar protagonizado pelos atores Idris Elba e Caleb McLaughlin

[Shtisel]

Shtisel

Por Mário Kertész no dia 30 de Março de 2021 ⋅ 09:35

[A Hora dos Ruminantes]

A Hora dos Ruminantes

Por Juliana Rodrigues no dia 19 de Março de 2021 ⋅ 10:24

De autoria de José J. Veiga, uma das grandes obras do realismo fantástico nacional usa alegorias para falar de política

[Felicidade por um fio]

Felicidade por um fio

Por Cristiele França no dia 08 de Março de 2021 ⋅ 14:00

Sob a direção de Haifaa Al-Mansour, “Felicidade por um fio” permite ao telespectador sentir emoções de uma vida tão próxima, para uns, mas para muitos, tão distante

[Cidade Invisível]

Cidade Invisível

Por Gabriel Amorim no dia 04 de Março de 2021 ⋅ 08:00

Figuras do folclore se misturam a investigação policial em série brasileira da Netflix; Segunda temporada já foi confirmada