Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Bahia

Bahia precisa triplicar investimentos para atingir meta de Lei do Saneamento Básico, aponta estudo

No estado, o estudo aponta que, até 2018, 82% do estado era atendida com água tratada e 40% com esgoto

[Bahia precisa triplicar investimentos para atingir meta de Lei do Saneamento Básico, aponta estudo]
Foto : Arison Jardim/Secom

Por Metro1 no dia 25 de Novembro de 2020 ⋅ 14:00

Um levantamento do Instituto Trata Brasil, organização que monitora avanços do saneamento básico e na proteção dos recursos hídricos do país, apontou que, para a Bahia atingir as metas da Lei do Saneamento Básico, sancionada em julho, é necessário aumentar em  3,24 vezes o valor do investimento médio anual no setor.

As metas estabelecem que o Brasil precisa chegar a 2033 com 99% de sua população atendida com água tratada e com 90% coleta e tratamento de esgoto. Na Bahia, o estudo aponta que, até 2018, 82% do estado era atendida com água tratada e 40% com esgoto.

Segundo o levantamento, o investimento médio anual em água e esgoto no estado, entre 2014 e 2018, foi de R$ 603 milhões e que, para atingir a meta, a Bahia precisará ter uma média anual de R$ 2,012 bilhões entre 2019 e 2033.

Para a pesquisa, o estudo utilizou dados de investimento e atendimento de água e esgoto do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), a meta de investimento do Plansab e do diagnóstico realizado pelo consórcio formado pela Associação Brasileira das Concessionárias Privadas de Serviços Públicos de Água e Esgoto e a companhia holandesa Klynveld Peat Marwick Goerdeler (ABCON-KPMG).

Notícias relacionadas

[Procon-BA notifica Ford Brasil ]
Bahia

Procon-BA notifica Ford Brasil

Por Gabriel Amorim no dia 20 de Janeiro de 2021 ⋅ 18:30 em Bahia

Pedido de esclarecimento é sobre garantia dos consumidores e reposição de peças no mercado