Cultura

Alain Delon é alvo de protestos em Cannes, após dizer que já estapeou mulheres

O diretor artístico do festival rebateu as feministas: "Nós não estamos dando o Nobel da Paz a ele"

[Alain Delon é alvo de protestos em Cannes, após dizer que já estapeou mulheres]
Foto : Divulgação

Por Metro1 no dia 14 de Maio de 2019 ⋅ 09:10

Após o movimento feminista #MeToo organizar um abaixo-assinado contra a entrega da Palma de Ouro honorária a Alain Delon, o diretor artístico do festival, Thierry Frémaux, reagiu: "Nós não estamos dando o Nobel da Paz a ele". E continuou: "Alain Delon não é perfeito, mas é livre para ter as opiniões que quiser, ainda que eu não concorde com elas". 

Ele ainda alfinetou os Estados Unidos quando soube que o abaixo-assinado tinha sido criado por um grupo de mulheres norte-americanas e sugeriu que fossem feitas petições contra o aquecimento global nos EUA, já que o presidente Donald Trump é cético em relação ao tema. 

A polêmica começou quando a organização da 72ª edição do Festival de Cannes, que começa hoje (14) e vai até o dia 25, anunciou a honraria ao ator francês, hoje com 83 anos. Símbolo sexual dos anos 1960/70, Alain Delon revelou recentemente já ter estapeado mulheres com se relacionou no passado. 

A curadoria do evento, no entanto, ressalta a importância artística do protagonista de filmes como "O Sol Por Testemunha", "O Leopardo", "Rocco e Seus Irmãos" e "O Samurai", entre outros clássicos.

Notícias relacionadas