Mundo

Suécia vai abrir 'CPI da Covid-19' para saber se governo fez bem ao não isolar a população

A Suécia adotou uma das políticas menos severas da Europa no combate à pandemia

[Suécia vai abrir 'CPI da Covid-19' para saber se governo fez bem ao não isolar a população]
Foto : Bruno Cecim

Por Kamille Martinho no dia 02 de Junho de 2020 ⋅ 19:30

Os suecos começaram a protestar, inclusive com manifestações nas ruas, a estratégia adotada pelo país na luta contra a Covid-19, segundo o G1. A Suécia adotou uma das políticas menos severas da Europa no combate à pandemia.

Nas últimas semanas, o número de vítimas disparou e o país de 10,3 milhões de habitantes registra cerca de 4.300 mortos e mais de 36 mil contaminações confirmadas. 

Os números mostram que a Suécia tem uma taxa de mortalidade muito superior aos vizinhos, que praticaram uma política de isolamento mais rígida. A Noruega em 43 vítimas fatais por milhão de habitantes, a Dinamarca 98, a Finlância 56 e a Islândia 29.

A alta mortalidade e a propagação acelerada do vírus pode estar ligada ao não confinamento oficial da população, já que, mesmo após o isolamento dos demais europeus, na Suécia as ruas continuaram cheias, cafés e restaurantes permaneceram abertos e as escolas primárias continuaram funcionando desde o início da pandemia.

Notícias relacionadas