Bahia

Polícia Militar e Bombeiros fazem esquema especial para Réveillon em Salvador

Para garantir a segurança de milhares de turistas e baianos durante os cinco dias de shows que serão realizados no bairro do Comércio, em Salvador, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros montaram um esquema especial para esse Réveillon. [Leia mais...]

[Polícia Militar e Bombeiros fazem esquema especial para Réveillon em Salvador]
Foto : Carol Garcia/GOVBA

Por Matheus Simoni no dia 28 de Dezembro de 2015 ⋅ 16:37

Para garantir a segurança de milhares de turistas e baianos durante os cinco dias de shows que serão realizados no bairro do Comércio, em Salvador, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros montaram um esquema especial para esse Réveillon. Além disso oficiais estarão prontos para atender às possíveis ocorrências com rapidez e eficiência em todo o estado.

Na capital, a partir desta segunda-feira (28), até o dia 1º de janeiro, durante os shows na Praça Cairu, câmeras de alta definição e longo alcance vão monitorar a festa. Os equipamentos estão instalados em uma plataforma elevada de observação, situada em frente à Igreja da Nossa Senhora da Conceição da Praia. 

De acordo com o porta-voz da Polícia Militar, capitão Bruno Ramos, no caso da praça, onde vai convergir um grande número de pessoas, haverá uma série de abordagens com detectores de metais em todos os pontos de entrada da festa, inclusive no Elevador Lacerda. "Nós também vamos atuar no entorno, com o Esquadrão de Motociclistas Águia, a cavalaria e as operações Gêmeos e Apolo, para o combate de roubos a coletivos, a veículos e nos estacionamentos", disse ele, que também destacou que a segurança será intensificada nas estações rodoviárias, no aeroporto, nas estações de turismo náutico e nas estradas estaduais, com policiamento especializado e policiais bilíngues.

O comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Francisco Telles, afirma que, com o maior fluxo de pessoas, a tendência é que o número de ocorrências aumente em 20%, incluindo acidentes de trânsito e afogamentos. "Há também os problemas que acontecem fora da festa. Além disso, o clima está seco, então há mais incêndios em vegetações como a caatinga e o cerrado. Estamos preparados não apenas para Salvador, mas também em regiões como a Chapada Diamantina, Juazeiro, Jacobina, Senhor do Bonfim, Itacaré e em outros lugares da Bahia", afirmou.

Notícias relacionadas

[Itabuna: prédio que abrigaria shopping é demolido ]
Bahia

Itabuna: prédio que abrigaria shopping é demolido 

Por Alexandre Galvão no dia 14 de Agosto de 2018 ⋅ 09:20 em Bahia

Destino do restante do prédio será decidido pela 1ª Vara da Fazenda Pública de Itabuna nos próximos 30 dias, quando resultado de laudo técnico será concluído