Bahia

Presidente do TCE reassume cargo em posse da Mesa Diretora nesta terça-feira

A nova Mesa Diretora do Tribunal de Contas do Estado (TCE) tomou posse na tarde desta terça-feira (5), em uma sessão especial realizada na sede do órgão. O presidente do TCE, Inaldo da Paixão, foi reconduzido ao cargo e vai comandar mais um biênio, até 2017. A Mesa Diretora também é composta pelos conselheiros Gildásio Penedo Filho, vice-presidente, e Antônio Honorato de Castro Neto, corregedor. [Leia mais...]

[Presidente do TCE reassume cargo em posse da Mesa Diretora nesta terça-feira]
Foto : Divulgação / TCE

Por Stephanie Suerdieck no dia 05 de Janeiro de 2016 ⋅ 16:50

A nova Mesa Diretora do Tribunal de Contas do Estado (TCE) tomou posse na tarde desta terça-feira (5), em uma sessão especial realizada na sede do órgão. O presidente do TCE, Inaldo da Paixão, foi reconduzido ao cargo e vai comandar mais um biênio, até 2017. A Mesa Diretora também é composta pelos conselheiros Gildásio Penedo Filho, vice-presidente, e Antônio Honorato de Castro Neto, corregedor, reconduzidos aos cargos em dezembro, após votação do plenário do TCE.

Durante a cerimônia, o presidente Do TCE agradeceu o apoio dos conselheiros e servidores na sua primeira gestão e disse que pretende continuar o trabalho realizado. “Nosso grande desafio continuará sendo mostrar qual é a nossa função. Que o que gastamos não é custo, mas sim investimento. Indubitavelmente, precisamos ser mais conhecidos para sermos mais cobrados. Para, a partir daí, sermos ainda mais efetivos”, declarou Inaldo da Paixão. O conselheiro é integrante do quadro efetivo do Tribunal, no qual entrou por concurso público, tendo sido o primeiro auditor do TCE/BA a chegar à Presidência do órgão.

Depois da posse, o governador Rui Costa, que marcou presença na sessão, recebeu a Medalha Jorge Calmon, concedida pelo TCE às autoridades e personalidades que tenham contribuído para o desenvolvimento da Corte baiana. Ao receber a comenda, Rui destacou a importância da relação harmônica e independente entre o TCE e o Estado. “Eu me pautei pelas notificações do TCE para corrigir erros, distorções, ilegalidades, desvios nos órgãos do Estado. Pretendo seguir assim, em um diálogo maduro, que tem como resultado a economia do dinheiro público que pertence à população. Nós temos que cuidar de cada centavo que o povo paga de imposto”, afirmou o governador.

 

 

 

Comentarios

Notícias relacionadas

[Sobe número de mortes por H1N1 na Bahia]
Bahia

Sobe número de mortes por H1N1 na Bahia

Por Metro1 no dia 19 de Junho de 2018 ⋅ 17:01 em Bahia

As faixas etárias mais atingidas pela doença são os menores de 5 anos ou maiores de 60, que também respondem por 60% dos óbitos pelo vírus