Bahia

Polícia inicia operação em combate ao tráfico no aeroporto nesta segunda-feira

A Polícia Federal inicia nesta segunda-feira (25) até o dia 29 de janeiro, no Aeroporto Internacional de Salvador, a operação “Céu Azul”. O objetivo principal é combater à entrada de drogas, armas e contrabando no estado. [Leia mais...]

[Polícia inicia operação em combate ao tráfico no aeroporto nesta segunda-feira]
Foto : Divulgação

Por Jessica Galvão no dia 25 de Janeiro de 2016 ⋅ 13:43

A Polícia Federal inicia nesta segunda-feira (25) até o dia 29 de janeiro, no Aeroporto Internacional de Salvador, a operação “Céu Azul”. O objetivo principal é combater à entrada de drogas, armas e contrabando no estado.

Na fase de preparação da operação, a Receita Federal atuou na análise e seleção de voos a serem fiscalizados. O foco nas escolhas foi a repressão ao contrabando e descaminho. Como a atuação principal ocorrerá em voos domésticos, para as mercadorias com importação irregular encontradas, será aplicado o procedimento administrativo de perdimento, em que não há possibilidade de reaver os bens com o pagamento dos tributos devidos. Será elaborada também representação para fins penais, para que o proprietário da mercadoria responda criminalmente pelo contrabando ou descaminho.

As fiscalizações serão realizadas pela Receita Federal, polícias Federal (PF) e Rodoviária Federal (PRF), Departamento de Polícia Técnica (DPT) e Coordenação de Operações Especiais (COE PC), que foram convidadas pelo Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), da Polícia Civil, a integrar a operação. 

Cães também irão colaborar com os trabalhos. A participação objetiva aumentar a eficiência das fiscalizações, com um cão farejador atualmente com idade e treinamento adequados, cuja principal especialidade é a localização de entorpecentes.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Chuva causa prejuízos no sul da Bahia]
Bahia

Chuva causa prejuízos no sul da Bahia

Por Metro1 no dia 21 de Junho de 2018 ⋅ 14:22 em Bahia

Ao menos cinco famílias de Itabuna tiveram que deixar as casas após um deslizamento de terra derrubar parte de uma contenção de concreto