Bahia

Laudo encomendado pela Samarco diz que lama não atingiu Arquipélago de Abrolhos

Os sedimentos da barragem de Mariana, em Minas Gerais, não atingiram as águas do Arquipélago de Abrolhos, no sul da Bahia. Foi o que disse o resultado de análises feitas por um laboratório independente contratado pela mineradora Samarco. [Leia mais...]

[Laudo encomendado pela Samarco diz que lama não atingiu Arquipélago de Abrolhos]
Foto : Manu Dias/GOVBA

Por Gabriel Nascimento no dia 27 de Janeiro de 2016 ⋅ 06:41

Os sedimentos da barragem de Mariana, em Minas Gerais, não atingiram as águas do Arquipélago de Abrolhos, no sul da Bahia. Foi o que disse o resultado de análises feitas por um laboratório independente contratado pela mineradora Samarco. O documento foi divulgado na última terça-feira (26).

A suspeita de que a lama tivesse chegado ao sul do estado foi levantada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), no início deste mês. No dia 8, o governo da Bahia divulgou imagens de uma mancha suspeita no entorno do arquipélago.

Por meio de nota, a Samarco afirmou que "a qualidade da água coletada em diferentes dias mostrou que os parâmetros estão dentro dos limites do Conama 357 nível 1 (água salina), não havendo anormalidades".

A barragem da Samarco se rompeu em 5 de novembro de 2015 e destruiu o distrito de Bento Rodrigues, em Mariana, na região Central de Minas. A lama chegou ao mar pelo Rio Doce, depois de ter passado por municípios mineiros e do Espírito Santo.

 

 

Notícias relacionadas