Bahia

Após 3º morte causada pelo Zika, subsecretário cobra verba para pesquisa

Após o Ministério da Saúde confirmar, nesta quinta-feira (11), a terceira morte causada pelo vírus da Zika, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, o subsecretário de saúde da Bahia, Roberto Badaró, comentou, em entrevista à Rádio Metrópole, os desdobramentos causados pela doença. [Leia mais...]

[Após 3º morte causada pelo Zika, subsecretário cobra verba para pesquisa]
Foto : Reprodução/USP

Por Bárbara Silveira no dia 11 de Fevereiro de 2016 ⋅ 08:53

Após o Ministério da Saúde confirmar, nesta quinta-feira (11), a terceira morte causada pelo vírus da Zika, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, o subsecretário de saúde da Bahia, Roberto Badaró, comentou, em entrevista à Rádio Metrópole, os desdobramentos causados pela doença. 

“Nós não sabemos ainda a persistência viral do Zika, muita gente fala em números, mas não tem comprovação. O Ministério da Saúde regularizou a situação e temos os kits para fazer a detecção do Zika. Com o volume de investimentos, o Brasil coloca muitos recursos, em 2 a 3 anos vamos ter resolvido isso. A colocação do presidente Obama e a interlocução com Dilma mostra que o americano está preocupado e sabe que com a comunicação você chega em toda parte do mundo. O envolvimento do americano é importante, tem gente trabalhando em pesquisas há mais de 20 anos. A luz que ilumina é a que vai na frente, os EUA está botando recursos, o Brasil nunca colocou. O país precisa imitar isso, eu sei como é duro fazer pesquisa”, afirmou.

Segundo o Ministério da Saúde, a paciente morta tinha 20 anos, e era do município de Serrinha, no Rio Grande do Norte. A morte foi em abril do ano passado, mas o resultado dos exames saiu apenas nessa semana. 

Notícias relacionadas