Bahia

"Estado apresenta baixo endividamento", diz secretário da Fazenda

De acordo com o secretário Manoel Vitório, um dos motivos para o bom resultado é o combate à sonegação e o estímulo à regularização dos débitos tributários. "As contas do governo baiano fecharam no azul em 2014, com destaque para o superávit primário de R$ 1,13 bilhão. O estado também apresenta baixo endividamento", afirmou em nota

[
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Morais no dia 19 de Maio de 2015 ⋅ 07:35

Segundo informações da Secretaria da Fazenda estadual, a arrecadação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) da Bahia foi a que mais cresceu entre os estados brasileiros nos anos de 2013 e 2014, chegando a 25,41% em termos nominais no período, praticamente o dobro de São Paulo (12,59%), e acima também do Rio de Janeiro (15,01%), de Minas Gerais (19,28%) e do Rio Grande do Sul (19,21%).

De acordo com o secretário Manoel Vitório, um dos motivos para o bom resultado é o combate à sonegação e o estímulo à regularização dos débitos tributários. "As contas do governo baiano fecharam no azul em 2014, com destaque para o superávit primário de R$ 1,13 bilhão. O estado também apresenta baixo endividamento", afirmou em nota. 

Manoel Vitório lembrou ainda que, neste início de 2015, a Bahia teve um desempenho real negativo, o que exigirá do Estado esforço redobrado para melhoria da arrecadação, "lançando mão, para isso, da modernização tecnológica do fisco e de uma ampliação das ações de combate à sonegação", disse. 

Notícias relacionadas