Bahia

Reitor do Ifba condena greve de servidores: "O ano letivo está comprometido"

O reitor do Instituto Federal da Bahia (Ifba) Renato da Anunciação Filho condenou a paralisação dos servidores das unidades de ensino, que irá completar três meses.

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/ Google Street View

Por Juliana Almirante no dia 07 de Julho de 2015 ⋅ 12:43

O reitor do Instituto Federal da Bahia (Ifba) Renato da Anunciação Filho condenou a paralisação dos servidores das unidades de ensino, que irá completar três meses. Estamos quase há 80 dias em greve, por uma razão que é difícil de aceitar. O instituto está em greve porque implantamos o ponto eletrônico. Então, os servidores não querem bater ponto. E querem a redução da carga-horária, os técnicos administrativos, para 40h, o que a Lei também permite. Então são duas ilegalidades. A gente tenta convencer que isso é uma irregularidade, a lei não permite. Mas infelizmente o movimento não entende que precisa prestar contas à sociedade”, considera o reitor.

Ele reconhece que o calendário letivo já foi comprometido com a paralisação e culpa os servidores por prejudicar os estudantes. “(O ano letivo) está comprometido, sim. Os pais estão apreeensivos e entrando no Ministério Público contra esse movimento. Entramos na Justiça Federal para pedir ilegalidade da greve. A gente conseguiu uma liminar positiva, mas não foi publicada ainda, então o sindicato não foi notificado”, informou.

Notícias relacionadas

[Sul e sudoeste da Bahia ficam sem eletricidade]
Bahia

Sul e sudoeste da Bahia ficam sem eletricidade

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Novembro de 2018 ⋅ 12:00 em Bahia

De acordo com a Coelba, falha foi causada por um problema na Subestação Funil, de responsabilidade da Chesf