Bahia

"A segurança pública tem que passar por uma revolução", diz secretário

O Secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (9), falou sobre a “percepção de segurança que a população hoje tem” no estado. Barbosa chegou a citar o panorama mostrado por líderes religiosos em relação as causas que levam à insegurança. “Não adianta dizer que estamos há 5 anos [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Barbara Silveira/ Metropress

Por Gabriel Nascimento no dia 09 de Julho de 2015 ⋅ 09:02

O Secretário de Segurança Pública, Maurício Barbosa, em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (9), falou sobre a “percepção de segurança que a população hoje tem” no estado. Barbosa chegou a citar o panorama mostrado por líderes religiosos em relação as causas que levam à insegurança. “Não adianta dizer que estamos há 5 anos com redução de crimes na capital e 15% na região metropolitana. Temos que entender que isso tudo é uma conjuntura. A população começa a cobrar da polícia, mas precisamos de ferramentas também. Não só o orçamento, o tratamento que o Governo Federal tem que dar a segurança pública. A gente tem a invasão do crack, mas com a ausência de recursos públicos para lidar com isso", afirmou.

“Estamos vendo casos de assaltantes que já foram presos quatro vezes. Como podemos ver uma redução do jeito que a sociedade merece? Não imputo tanto à justiça. O juiz não pode impor uma justiça desde que não exista na lei. A sociedade tem que ter uma reflexão. A segurança pública tem que passar por uma revolução, porque a situação está insustentável", completou.

Comentarios

Notícias relacionadas