Bahia

Sesab apresenta plano emergencial para combater nova síndrome

Na última quarta-feira (8), os profissionais de saúde do estado apresentaram o Plano Operativo Emergencial para atendimento aos pacientes com manifestações neurológicas associadas às epidemias de dengue, chikungunya e zika. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/ Secom

Por Bárbara Gomes no dia 09 de Julho de 2015 ⋅ 14:38

Na última quarta-feira (8), os profissionais de saúde do estado apresentaram o Plano Operativo Emergencial para atendimento aos pacientes com manifestações neurológicas associadas às epidemias de dengue, chikungunya e zika. A ação foi desenvolvida por técnicos da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), devido ao aumento de casos da síndrome de Guillain-Barré, que já tem 55 registros com uma morte confirmada. Na ocasião, os técnico mostraram o protocolo clínico da Guilain-Barré, da epidemiologia da dengue, chikungunya e zika, assim como a manifestação clínica e complicações neurológicas nos casos dessas três doenças.

O subsecretário da Saúde do Estado, Roberto Badaró, que participou do encontro, disse que a Sesab preparou as unidades para o atendimento aos casos da síndrome. “A Secretaria montou uma estrutura de sala de situação para monitorar os casos e está disponibilizando atenção hospitalar para pacientes que venham a apresentar a síndrome, uma vez que os pacientes necessitam de internação e precisam fazer uso de imunoglobulina”, afirmou.

Segundo a Sesab, até o dia 5 de julho foram notificados 45.538 casos de dengue na Bahia, em 2015, com oito mortes. Neste mesmo período, foram notificados, no estado, 8.906 casos da febre chikungunya e 32.873 ocorrêmcias da doença exantemática indeterminada/zika.

 

Comentarios

Notícias relacionadas