Bahia

Governo vai construir núcleos de treinamento de canoagem em 3 cidades na Bahia

Menos de um mês após a conquista da medalha olímpica de prata pela dupla de canoístas baianos, Isaquias Queiroz e Erlon de Souza, o governador Rui Costa anunciou a construção de três núcleos de treinamento de Canoagem, que vão ocupar, cada um, 500 metros quadrados, em terrenos nos municípios de Ubaitaba, Itacaré e Ubatã. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Mateus Pereira/GOVBA

Por Matheus Simoni no dia 03 de Setembro de 2016 ⋅ 08:35

Menos de um mês após a conquista da medalha olímpica de prata pela dupla de canoístas baianos, Isaquias Queiroz e Erlon de Souza, o governador Rui Costa anunciou a construção de três núcleos de treinamento de Canoagem, que vão ocupar, cada um, 500 metros quadrados, em terrenos nos municípios de Ubaitaba, Itacaré e Ubatã. As unidades são uma adaptação sugerida pelos próprios atletas para atender a demanda do esporte no interior do estado.

O anúncio da construção das obras foi feito pelo próprio governador na noite da última sexta-feira (2), durante homenagem aos medalhistas olímpicos no Salão de Atos da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB). "O primeiro passo antes do Centro é espalhar o esporte com unidades mais simples e mais fáceis de serem mantidas a um custo menor. Prontamente atendi a vontade deles. O pedido é que repliquemos os espaços em cidades que hoje já são pólos consolidados. A gente quer estimular os jovens através do esporte. Quem sabe alguns se destacam e passam a servir de exemplo como esses dois atletas", afirmou Rui, após entregar placa de homenagem aos canoístas.

Recordista olímpico após conquistar três medalhas para o Brasil em uma única edição dos Jogos, Isaquias Queiroz afirmou que as condições de treinamento que serão oferecidas pelos núcleos devem garantir o crescimento do esporte no país como celeiro de grandes competidores. "Hoje, se a gente reparar, a canoagem que conquistou os melhores resultados é a da Bahia, mas se olharmos direito vamos perceber que depois de mim e do Erlon não tem mais ninguém. Com os núcleos, quem gosta de canoagem vai ter a chance de melhorar e quem sabe conquistar muitas medalhas em mundiais ou jogos olímpicos", declarou.

Os atletas ainda foram convidados a servirem de exemplo e incentivo em projetos sociais que estimulem o esporte em escolas públicas, tendo em troca o Bolsa Esporte como apoio para o desenvolvimento da carreira. Para Erlon, o esporte, independente da modalidade, é importante para garantir oportunidades de um futuro melhor para jovens carentes. “O esporte é transformador. Algumas histórias de grandes conquistas começam por ele. É através do esporte que sentimos que temos as ferramentas necessárias para realizar nossos sonhos”, ressaltou Erlon de Souza, que conquistou a medalha de prata em uma das provas ao lado de Isaquias.

Notícias relacionadas