Bahia

Corte de verba ameaça continuidade de cursos de pós-graduação da Ufba

Segundo publicação do jornal A Tarde nesse sábado (11), de acordo com Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), responsável pelos cursos, era previsto um repasse de R$ 4,2 milhões para 2015, no entanto, a entidade informou que só repassaria pouco mais de R$ 1 milhão.[Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Bárbara Silveira no dia 11 de Julho de 2015 ⋅ 11:00

Desde o início do ano, os mais de R$100 milhões que deixaram de ser repassados  para a Universidade Federal da Bahia (Ufba) e demais universidades federais e estaduais ameaçam a continuidade de programas de pós-graduação. Após o anúncio do governo federal sobre a redução de 75% dos recursos do Programa de Apoio à Pós-Graduação (Proap), a Ufba anunciou na última sexta-feira (10) que, caso a medida seja mantida, irá suspender as atividades de pós-graduação

Segundo publicação do jornal A Tarde nesse sábado (11), de acordo com Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), responsável pelos cursos, era previsto um repasse de R$ 4,2 milhões para 2015, no entanto, a entidade informou que só repassaria pouco mais de R$ 1 milhão. "O valor é inferior aos R$ 2 milhões  já empenhados pela instituição para a manutenção de atividades essenciais, como  bancas, bilhetes aéreos e manutenção de equipamento de pesquisas", afirmou Lígia Maria Vieira, coordenadora de pesquisa da Pró-reitoria de Ensino de Pós-Graduação  (PROPG).

Atualmente, a Ufba conta com 81 cursos de pós-graduação e mantém 4.990 alunos de mestrado e doutorado e 1.587 professores da pós-graduação. "O aprendizado na pós-graduação é muito mais do que aula formal. Se dá com grupos de pesquisa, com bancas e a participação de pesquisadores externos", explicou Lígia ao A TARDE.

Notícias relacionadas

[Sul e sudoeste da Bahia ficam sem eletricidade]
Bahia

Sul e sudoeste da Bahia ficam sem eletricidade

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Novembro de 2018 ⋅ 12:00 em Bahia

De acordo com a Coelba, falha foi causada por um problema na Subestação Funil, de responsabilidade da Chesf