Bahia

Servidores das universidades estaduais da Bahia paralisam atividades

Os servidores técnicos administrativos das universidades do Sudoeste da Bahia (Uesb) e de Feira de Santana (Uefs) paralisaram, nesta segunda-feira (19), suas atividades administrativas. O ato continua até sexta-feira (23). Segundo os sindicatos das categorias envolvidas na paralisação, o movimento é um protesto contraa falta de reajuste no salário e no auxílio alimentação, além de pedir mais verbas para as instituições públicas. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/ Sintest Bahia

Por Laura Lorenzo no dia 19 de Setembro de 2016 ⋅ 18:37

Os servidores técnicos administrativos das universidades do Sudoeste da Bahia (Uesb) e de Feira de Santana (Uefs) paralisaram, nesta segunda-feira (19), suas atividades administrativas. O ato continua até sexta-feira (23). Segundo os sindicatos das categorias envolvidas na paralisação, o movimento é um protesto contra  a falta de reajuste no salário e no auxílio alimentação, além de pedir mais verbas para as instituições públicas.

O diretor do Sindicato dos Servidores Técnicos Administrativos da Uesb, Francisco Carvalho, disse em conversa com o G1 que os funcionários fecharam os portões da universidade e impediram que professores ou alunos entrassem na universidade das 7h às 9h e das 13h às 15h desta segunda-feira. Segundo ele, a paralisação vai continuar a acontecer durante todos os dias planejados. 

Francisco declarou ainda que a paralisação foi decidida no Fórum das Universidades Estaduais, que é formado pela Uesb, Uefs, Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e a Universidade Estadual da Bahia (Uneb), no último dia 12 (segunda-feira). "Nós deliberamos por interromper as atividades administrativas nas quatro universidades", afirmou o diretor. 

A coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau Seção Uefs, Roquideia Silva, disse também ao G1 que os servidores panfletaram na entrada da universidade nesta segunda, mas que os portões não foram fechados nem as aulas foram interrompidas

De acordo com o coordenador geral da Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Terceiro Grau da Bahia, Everton de Oliveira, a Uneb e a Uesc realizarão a paralisação nesta terça-feira (20) e na quinta-feira (22). Ainda segundo Everton, durante os atos os portões da Uneb serão fechados e não vai haver aula. 

Secretaria de Comunicação do Estado (Secom) afirmou por meio de uma nota que "há uma impossibilidade legal de conceder reajustes salariais neste momento em razão do Estado ter ultrapassado o limite prudencial com gastos de pessoal, estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)".

Notícias relacionadas