Bahia

Falta de chuva leva Sobradinho a "pior cenário em 85 anos"

O que choveu nos nove primeiros meses deste ano na bacia do Rio São Francisco, que abastece o Reservatório do Sobradinho, principal do Nordeste, representou o pior cenário hídrico registrado nos últimos 85 anos. A informação foi dada pelo diretor de operações da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), João Henrique Franklin ao G1. [Leia mais]

[Imagem not found]
Foto : Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Por Laura Lorenzo no dia 19 de Setembro de 2016 ⋅ 19:10

O que choveu nos nove primeiros meses deste ano na bacia do Rio São Francisco, que abastece o Reservatório do Sobradinho, principal do Nordeste, representou o pior cenário hídrico registrado nos últimos 85 anos. A informação foi dada pelo diretor de operações da Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf), João Henrique Franklin ao G1.

O atual índice do reservatório é de de cerca de 12%, e a previsão é de que, até o fim de 2016, o seu volume útil chegue a zero. "Essa é a grande caixa d'água que tem no Nordeste", descreve Franklin. Contudo, ele garante que não há risco de desabastecimento de energia elétrica, já que os estados do Nordeste dispõem de outras fontes de energia: eólica, térmica. além de linhas de transmissão que trazem energia de outras regiões. 

Antes do estado crítico deste ano, a seca já era considerada muito severa na Bacia do São Francisco desde 2013. Mas ainda existe esperança para 2016, pois a partir de novembro até maio do ano que vem começa o que é conhecido como “período úmido”, que pode trazer mais chuva e melhorar a situação de Sobradinho. Mesmo assim, há preocupação. Segundo Franklin, a quantidade de chuva atualmente é de aproximadamente "um terço da normalidade".

Diante do nível alarmante do Reservatório, o governo encaminhou à Casa Civil um pedido para reduzir a vazão de água de 800 metros cúbicos por segundo para 700 metros cúbicos por segundo. "É uma medida para guardar mais água no reservatório", explica. O pedido, contudo, enfrenta a resistência de órgãos ambientais como o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), e de companhias estaduais de água.

Notícias relacionadas

[Sul e sudoeste da Bahia ficam sem eletricidade]
Bahia

Sul e sudoeste da Bahia ficam sem eletricidade

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Novembro de 2018 ⋅ 12:00 em Bahia

De acordo com a Coelba, falha foi causada por um problema na Subestação Funil, de responsabilidade da Chesf