Bahia

STF pode decidir nesta quarta sobre redução do território baiano

OSTF deve decidir, nesta quarta-feira (21), sobre a transferência para Goiás, de uma área de aproximadamente 42 mil hectares situados no Oeste baiano, na divisa dos dois estados. A região está avaliada em pelo menos R$ 1 bilhão e possui capacidade de gerar para os cofres públicos um volume anual de R$ 100 milhões só em impostos. [ Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Google Maps

Por M1 no dia 21 de Setembro de 2016 ⋅ 10:03

O  STF deve decidir, nesta quarta-feira (21), sobre o recurso apresentado pelo governo baiano contra a decisão da Corte que determinou, em outubro de 2014,  a transferência, para Goiás, de uma área de aproximadamente 42 mil hectares situados no Oeste baiano, na divisa dos dois estados.
 
O distrito de Vila do Rosário é o centro da disputa, a localidade fica entre as cidades de Posses, em Goiás, e Correntina, na Bahia, numa importante região agrícola do estado, próximo aos municípios de Luís Eduardo Magalhães e São Desiderio. A área é conhecida por produzir soja, milho e algodão em larga escala. A região está avaliada em pelo menos R$ 1 bilhão e possui capacidade de gerar para os cofres públicos um volume anual de R$ 100 milhões só em impostos.
 
Segundo nota publicada hoje pelo site Bocão News "O governo deve apresentar dois argumentos para persuadir os ministros do STF. O primeiro é de que, se a decisão do Supremo for mantida, a região de 42 mil hectares será uma espécie de “ilha goiana” no território baiano, pois a área será rodeada por terras baianas" e o segundo é a questão da identidade. Deve apelar para o fato de os moradores da região terem o sentimento de pertencimento à Bahia e não a Goiás.

Notícias relacionadas