Bahia

Porto Seguro: Justiça Eleitoral impugna pesquisas eleitorais por fraude

Uma liminar expedida nesta quarta-feira (28) impugnou duas pesquisas eleitorais irregulares e proibiu a divulgação dos levantamentos por ordem do juiz eleitoral Rodrigo Bonatti. As empresas responsáveis responsáveis pela suposta fraude denunciada são a LM Sudoeste Comunicação LTDA e a SINDSAUDEEXUL. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução /Facebook

Por Laura Lorenzo no dia 29 de Setembro de 2016 ⋅ 18:25

Uma liminar expedida nesta quarta-feira (28) impugnou duas pesquisas eleitorais irregulares e proibiu a divulgação dos levantamentos por ordem do juiz eleitoral Rodrigo Bonatti. As empresas responsáveis responsáveis pela suposta fraude denunciada são a LM Sudoeste Comunicação LTDA e a SINDSAUDEEXUL.

Por ter jurisdição federal, a liminar impede que a pesquisa seja divulgada em toda a extensão do país, sob a pena do pagamento de uma multa de R$ 53.250. A decisão já está publicada no cartório e as empresas já foram notificadas. 

De acordo com a denúncia, as pesquisas foram encomendadas pela coligação “Agora é Porto”, que apoia o candidato Lúcio Pinto (PMDB) e apresenta erros graves. 

Bonatti justificou a sua decisão afirmando que “as duas pesquisas eleitorais não contém a fonte pública dos dados, conforme exige a legislação eleitoral, sem as quais a sua divulgação torna-se irregular”. Também foi verificado que a amostra considerada pela pesquisa mostrou divergências entre a ponderação por faixa etária e a indicação de metodologia do levantamento.

Notícias relacionadas