Bahia

Uneb afasta professor para apurar denúncia de assédio sexual

O professor de sociologia, Alex Macedo, do campus de Eunápolis da Universidade Estadual da Bahia (Uneb) foi afastado após denúncia de assédio sexual contra alunas da instituição. Macedo ficará suspenso por dois meses das atividades em sala de aula, enquanto o processo é investigado. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução /Facebook

Por Laura Lorenzo no dia 07 de Outubro de 2016 ⋅ 15:00

Um professor de sociologia do campus de Eunápolis da Universidade Estadual da Bahia (Uneb) foi afastado para que uma denúncia de assédio sexual contra alunas da instituição fosse apurado. Alex Macedo ficará suspenso por dois meses das atividades em sala de aula, enquanto o processo é investigado.

Uma aluna que não quis se identificar conversou com o portal G1 e contou que o professor propôs, por meio de redes sociais, ter relações sexuais com ela. Outra aluna afirmou ter se sentido constrangida quando pegou carona com o professor e ele não parou de falar de sexo. O docente admitiu ter tido a conversa com a aluna, mas alegou que era assunto da matéria e que o viés do diálogo era sociológico. Ele negou ter feito qualquer tipo de convite às alunas. 

Se a sindicância confirmar que o professor fez convites sexuais a alguma de suas alunas, ele será desligado da universidade. A direção da Uneb declarou repudiar qualquer forma de assédio e contou que a professora que denunciou o caso também foi afastada. O resultado da sindicância deve ser divulgado no dia 22 deste mês.

Este não é o primeiro caso de professores de universidades públicas da Bahia afastados após denúncias de assédio sexual. Em maio de 2015, o professor Luiz Santiago, do Instituto de Física da Universidade Federal da Bahia (UFBA), foi afastado também por dois meses pela mesma acusação, além de das denúncias de machismo e homofobia. 

Notícias relacionadas