Bahia

Vigilantes da Uefs fazem paralisação e atividades da instituição são suspensas

Os vigilantes da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) paralisaram suas atividades nesta quinta-feira (13) por tempo indeterminado, o que fez com que as aulas na instituição fossem suspensas por falta de segurança. Segundo o sindicato da categoria, a greve foi organizada por causa do atraso no pagamento dos salários do mês de setembro, que deveriam ter sido pagos no último dia 7. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução /Facebook

Por Laura Lorenzo no dia 13 de Outubro de 2016 ⋅ 15:34

Os vigilantes da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) paralisaram suas atividades nesta quinta-feira (13) por tempo indeterminado, o que fez com que as aulas na instituição fossem suspensas por falta de segurança. Segundo o sindicato da categoria, a greve foi organizada por causa do atraso no pagamento dos salários do mês de setembro, que deveriam ter sido pagos no último dia 7. 

Segundo a Uefs, a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz) reduziu o repasse de recursos financeiros no mês de setembro, e por isso a fatura da empresa AVI, que paga os vigilantes, não foi quitada. 

"Mandamos um ofício para a empresa, para a universidade e também para a delegacia do trabalho. Deixamos o campus aberto, mas não estamos trabalhando. Não tem segurança e os docentes e alunos estão voltando por conta própria. Todos os 220 profissionais estão parados, o que representa 100% da categoria" disse o diretor jurídico do sindicato, Erileno Moreira, ao portal G1.

A reitoria da Uefs declarou que a instituição está tentando resolver o problema. De acordo com uma nota divulgada no site da universidade, até o final desta quinta será publicado um novo comunicado para orientar a comunidade universitária sobre as aulas da sexta (14).

Notícias relacionadas

[Empresas chinesas disputam ponte Salvador-Itaparica, diz site]
Bahia

Empresas chinesas disputam ponte Salvador-Itaparica, diz site

Por Clara Rellstab no dia 18 de Fevereiro de 2019 ⋅ 06:34 em Bahia

O conglomerado China Communications Construction Company (CCCC) e a construtora China Railway 20 Bureau Group (CR20) devem ser os únicos representantes da China a fazer p...

[AL-BA cancela concurso com 123 vagas]
Bahia

AL-BA cancela concurso com 123 vagas

Por Marina Hortélio no dia 14 de Fevereiro de 2019 ⋅ 18:20 em Bahia

Inscritos devem solicitar a devolução da taxa de inscrição junto à Fundação Getúlio Vargas