Bahia

Operação fiscaliza pet shops e clínicas veterinárias em Salvador e Lauro

O Brasil ocupa a 4ª colocação em número de animais de estimação e é o 3º maior mercado de produtos e artigos pet do mundo, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (ABINPET). Com o crescimento de 10%, ao ano, o mercado de produtos e serviços voltado aos pets, ou animais domésticos é alvo da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-BA). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Brasil

Por Camila Tíssia no dia 14 de Outubro de 2016 ⋅ 09:37

O Brasil ocupa a 4ª colocação em número de animais de estimação e é o 3º maior mercado de produtos e artigos pet do mundo, segundo dados da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (ABINPET). Com o crescimento de 10%, ao ano, o mercado de produtos e serviços voltado aos pets, ou animais domésticos é alvo da Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-BA).

O órgão deflagrou, nessa quinta-feira (13), a “Operação Pet Shop 2016”, que tem o objetivo de verificar se as lojas deste segmento e clínicas veterinárias estão de acordo com o Código de Defesa do Consumidor.

Durante a ação, os fiscais vão observarão, entre outras práticas, se os produtos colocados à venda trazem informações claras e precisas nas embalagens, principalmente a validade e a precificação visível nos produtos/serviços ofertados. Outros aspectos verificados são: as formas de pagamento praticadas e a tradução para a língua portuguesa das informações básicas dos produtos importados.

“No segmento pet também há relação de consumo, crescente inclusive, fato que nos leva a dedicar atenção especial em quem se propõe a cuidar dos nossos bichinhos de estimação”, avaliou o Superintendente do Procon-BA, Marcos Medrado. Já o Diretor de Fiscalização, Iratan Vilas Boas, afirma que pretende realizar uma ação ainda mais ampla que a realizada em 2014, onde foram visitados 35 estabelecimentos, com 19 autuações. 

O cliente que encontrar irregularidades nos estabelecimentos, pode enviar a denúncia para o órgão, através do e-mail: [email protected] 

Notícias relacionadas