Bahia

Prefeito defende que população decida sobre financiamento de campanha; veja

O financiamento empresarial de campanhas deixou de ser uma realidade nas eleições deste ano em todo o país e continua dividindo opiniões entre os políticos. Na manhã desta terça-feira (1º), o prefeito ACM Neto (DEM) foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, afirmou que "as mudanças da reforma eleitoral foram importantes" e defendeu que a população deve ser ouvida sobre o tema. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 01 de Novembro de 2016 ⋅ 09:41

O financiamento empresarial de campanhas deixou de ser uma realidade nas eleições deste ano em todo o país e continua dividindo opiniões entre os políticos. Na manhã desta terça-feira (1º), o prefeito ACM Neto (DEM) foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, afirmou que "as mudanças da reforma eleitoral foram importantes" e defendeu que a população deve ser ouvida sobre o tema. "Não dá pra fazer eleição sem recurso e o povo vai escolher de onde vai vir esse recurso. Do jeito que está não pode ficar. Teremos eleição para presidente, governador, deputados e senador ao mesmo tempo. O fundo partidário não consegue manter esse financiamento. Defendo que tem que consultar a população", afirmou.

De acordo com Neto, não chances de retorno para o financiamento privado. "Botaram corrupção e financiamento no mesmo balaio. Quem paga a conta? (...) eu, como vitorioso, poderia dizer que, em tese, está tudo certo. Mas não está tudo certo. Eu cheguei bem avaliado na disputa por uma reeleição. A gente precisa ser equilibrado. O Brasil vai precisar discutir a partir de agora o financiamento de campanha. O financiamento privado não volta mais", concluiu.

Notícias relacionadas