Bahia

Rui promete criar "fontes alternativas de receita" para apresentações da Osba

A falta de verba vem atrapalhando a Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) desde o começo do ano, quando foi anunciado um desfalque de 30 músicos. Na manhã desta quinta-feira (3), o governador Rui Costa prometeu realizar mudanças para que o grupo continue fazendo as apresentações na Bahia, no Brasil e no mundo. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Maurício Serra/Divulgação

Por Camila Tíssia e Matheus Morais no dia 03 de Novembro de 2016 ⋅ 11:30

A falta de verba vem atrapalhando a Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba) desde o começo do ano, quando foi anunciado um desfalque de 30 músicos. Na manhã desta quinta-feira (3), o governador Rui Costa prometeu realizar mudanças para que o grupo continue fazendo as apresentações na Bahia, no Brasil e no mundo.

"Recursos, também criar fontes alternativas de receita... Enfim, acho que caminhamos para uma relação mais eficiente e mais moderna. Já autorizei promover uma comissão. Vou receber nos próximos dias os músicos para que possamos conversar sobre o passo a passo até a data maior que é a data da consolidação dessa transformação da Osba".

Rui ainda lembrou que a orquestra tem uma gestão autônoma, mas "evidente" que é patrocinada,  incentivada e apoiada pelo Governo da Bahia. Com isso, a partir de 2017 a Osba terá autonomia para captar recursos para continuar funcionando. 

Ainda em julho desta ano, durante show na Concha Acústica de Salvador, o cantor Djavan fez um apelo para a orquestra. "[A orquestra] está acabando. Precisa de verba, precisa de sentido, precisa continuar a fazer o seu trabalho. Eu não sou baiano, não, mas é como se eu fosse, no meu coração. Não deixem a Orquestra Sinfônica da Bahia morrer, por favor", declarou Djavan.

Leia mais: 

Secretário diz que vai discutir com Rui situação da Osba: "Merece demais"

Notícias relacionadas