Bahia

Governador critica morosidade do terminal de passageiros do Porto de Salvador

A demora da utilização plena do terminal de passageiros do Porto de Salvador foi criticada pelo governador Rui Costa (PT) em entrevista à Rádio Metrópole nesta terça-feira (26). "Precisamos rever o Pacto Federativo. Brasília se agigantou em demasia, esse gigantismo tem custado caro para a sociedade baiana. Você constrói um equipamento como aquele pela Codeba. a gestão poderia ser do Estado", afirmou. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Daniele Rodrigues/Metropress (Arquivo)

Por Bárbara Silveira no dia 26 de Maio de 2015 ⋅ 10:34

A demora da utilização plena do terminal de passageiros do Porto de Salvador foi criticada pelo governador Rui Costa (PT) em entrevista à Rádio Metrópole nesta terça-feira (26). "Precisamos rever o Pacto Federativo. Brasília se agigantou em demasia, esse gigantismo tem custado caro para a sociedade baiana. Você constrói um equipamento como aquele pela Codeba. a gestão poderia ser do Estado", afirmou. 

De acordo com o governador, mesmo parcialmente pronto, há um ano o espaço não pode ser totalmente utilizado por conta da burocracia. "Tem um ano que estão discutindo aquilo ali, enquanto isso, trabalhadores da Bahia estão desempregados esperando alguns burocratas autorizarem a licitação. Essas coisas têm arrastado o país para a paralisia da economia, eu defendo a descentralização da arrecadação", defendeu. 

A demora na construção do terminal de passageiros do Porto de Salvador foi denunciada inúmeras vezes pela Metrópole. Em reconstrução desde 2012, o Porto de Salvador faz parte do contexto de obras da Bahia que não ficaram prontas no tempo prometido. O prazo inicial, dado pela Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), para a entrega do novo terminal foi maio de 2013, para contemplar as comemorações pelos 100 anos do Porto. 

Comentarios

Notícias relacionadas