Bahia

Dirigente do PDT quer novas eleições em Itabuna: "Prefeito é ficha suja"

Presidente estadual do PDT, o deputado federal Félix Júnior foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (20), e comentou a gestão municipal de Itabuna, na região sul da Bahia. Para ele, o atual prefeito Fernando Gomes (DEM) não merece o cargo por ser "ficha suja" e não saber administrar a cidade. [Leia mais...]

[Dirigente do PDT quer novas eleições em Itabuna:
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Gabriel Nascimento e Matheus Morais no dia 20 de Fevereiro de 2017 ⋅ 08:35

Presidente estadual do PDT, o deputado federal Félix Júnior foi entrevistado por Mário Kertész, na Rádio Metrópole, na manhã desta segunda-feira (20), e comentou a gestão municipal de Itabuna, na região sul da Bahia. Para ele, o atual prefeito Fernando Gomes (DEM) não merece o cargo por ser "ficha suja" e não saber administrar a cidade. "Itabuna tem sofrido com essas administrações. Na minha opinião, ele não deve continuar. Ele é ficha suja. Quando chegar o julgamento em Brasília, ele vai perder. Vão ter que ser chamadas novas eleições", afirmou.

Durante as eleições do último ano, o democrata teve a candidatura indeferida por conta de quatro condenações do Tribunal de Contas da União (TCU). Havia suspeitas de crimes de improbidade administrativa, que infringe a Lei de Responsabilidade Fiscal e a Lei da Ficha. "O PDT lançou o nome de Dr. Mangabeira, procurando um caminho novo para Itabuna, mas não deu certo", lamentou Félix.

 

Notícias relacionadas

[Obama revela desejo de conhecer a Bahia]
Bahia

Obama revela desejo de conhecer a Bahia

Por Alexandre Galvão no dia 18 de Abril de 2019 ⋅ 08:00 em Bahia

O ex-presidente enumerou outros lugares que gostaria de conhecer, citando Chile e Argentina, com destaque para região da Patagônia

[PRF começa operação Semana Santa nesta quinta]
Bahia

PRF começa operação Semana Santa nesta quinta

Por Kamille Martinho no dia 16 de Abril de 2019 ⋅ 20:30 em Bahia

Fiscalização tem o objetivo de reforçar o policiamento preventivo em locais e horários de maior incidência de criminalidade e acidentes graves