Bahia

Após infestação de mosquitos, Prefeitura de Alagoinhas diz que age apenas contra Aedes Aegypti

Após uma denúncia feita ao Metro1 por moradores do município de Alagoinhas, na última segunda-feira (28), sobre a infestação de mosquitos em diversos bairro da cidade, a Diretoria de Vigilância em Saúde, órgão da Secretaria Municipal de Saúde (SESAU) de Alagoinhas, respondeu afirmando que o problema se dá pois as ações tomadas pelo órgão contra a população de Aedes Aegypti no município não tem eficácia contra os mosquitos comuns. [Leia mais...]

[Após infestação de mosquitos, Prefeitura de Alagoinhas diz que age apenas contra Aedes Aegypti]
Foto : Leitor Metro1

Por Laura Lorenzo no dia 29 de Agosto de 2017 ⋅ 18:14

Após uma denúncia feita ao Metro1 por moradores do município de Alagoinhas, na última segunda-feira (28), sobre a infestação de mosquitos em diversos bairro da cidade, a Diretoria de Vigilância em Saúde, órgão da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) de Alagoinhas, respondeu, nesta terça (29), afirmando que o problema se dá pois as ações tomadas pelo órgão contra a população de Aedes Aegypti no município não tem eficácia contra os mosquitos comuns.

\"Ações da vigilância epidemiológica e dos agentes de endemias são direcionadas ao combate do Aedes Aegypti, o mosquito causador das arboviroses (Zika, Chikungunya e Dengue). O larvicida utilizado nessas ações não tem eficácia contra o mosquito comum, de aparecimento sazonal\", disse a Sesau

Ainda de acordo com a pasta, os cuidados com a proliferação de outros insetos que não o Aedes Aegypti devem ser feitos pela população do município. \"As mudanças climáticas, com alternância da chuva e calor, fossas sépticas e o desmatamento causam a proliferação do mosquito comum, assim como o acúmulo de água parada. Para evitar transtornos, os moradores devem manter os quintais limpos, arejar os cômodos durante o dia e limpar os locais escuros da casa\", afirmou a secretaria. 

Notícias relacionadas