Bahia

Por reajuste salarial, professores paralisam atividades em universidades da Bahia

Uma paralisação de 24 horas foi deflagrada, nesta quarta-feira (27), nas quatro universidades da Bahia. O ato é motivado por reajuste salarial e direitos trabalhistas. As informações são da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Bahia (Aduneb). [Leia mais...]

[Por reajuste salarial, professores paralisam atividades em universidades da Bahia]
Foto : Carol Garcia/GOVBA

Por Gabriel Nascimento no dia 27 de Setembro de 2017 ⋅ 10:46

Uma paralisação de 24 horas foi deflagrada, nesta quarta-feira (27), nas quatro universidades da Bahia. O ato é motivado por reajuste salarial e direitos trabalhistas. As informações são da Associação dos Docentes da Universidade Estadual da Bahia (Aduneb).

As aulas foram interrompidas nas universidades em Salvador (Uneb), Feira de Santana (Uefs), Santa Cruz (Uesc) e Sudoeste (Uesb). De acordo com a Aduneb, já existe um indicativo de greve. Os professores cobram aumento de 30,5% e recomposição inflacionária. Além disso, querem a elevação do orçamento das universidades para 7% da Receita Líquida de Impostos (RLI).

Notícias relacionadas