Bahia

Santa Inês: prefeitura representa contra ex-gestor por sumiço de valores

O prefeito teria ainda contratado, por R$ 71 mil, empresa para digitalização, organização e catalogação. O serviço, no entanto, não foi encontrado. [Leia mais...]

[Santa Inês: prefeitura representa contra ex-gestor por sumiço de valores ]
Foto : José Afrânio | Foto: Reprodução / Blog Café no Bule

Por Alexandre Galvão no dia 19 de Abril de 2018 ⋅ 10:20

A prefeitura de Santa Inês, na Bahia, pediu abertura de inquérito civil contra o ex-gestor municipal José Afrânio Braga Pinheiro. Em sete peças, a atual administração da cidade alega diversos crimes como sumiço de valores, débitos com bancos e sindicatos e atraso no recolhimento de contribuições previdenciárias.

Segundo o texto das representações, o ex-prefeito, no momento do período de transição, apresentou no livro contábil como “material em estoque” R$ 26 mil. Os valores, porém, não foram encontrados. Além disso, o prefeito terá de explicar R$ 190 mil em dívidas com instituições financeiras, como Banco do Brasil, Caixa e Bradesco, e até mesmo com a APLB.

O prefeito teria ainda contratado, por R$ 71 mil, empresa para digitalização, organização e catalogação. O serviço, no entanto, não foi encontrado.

Entre outras coisas, a prefeitura pede que o político fique afastado por cinco anos da vida pública e que seja punido com prisão que pode ir de três meses a três anos.

Notícias relacionadas