Bahia

Ubatã: ex-prefeito tem contas rejeitadas e fica inelegível por oito anos

As contas do ex-prefeito de Ubatã Adailton Ramos Magalhães (PTB), conhecido como Daí da Caixa, foram rejeitadas pela Câmara Municipalda cidade, na noite de quarta-feira (03. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/ BR News

Por Matheus Morais no dia 04 de Junho de 2015 ⋅ 15:46

As contas do ex-prefeito de Ubatã Adailton Ramos Magalhães (PTB), conhecido como Daí da Caixa, foram rejeitadas pela Câmara Municipal  da cidade, na noite de quarta-feira (03), por 07 votos a 02, com uma abstenção. As contas são referentes ao exercício financeiro de 2008. As contas já haviam sido previamente reprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM). Votaram a favor das contas de Dai da Caixa

 Os vereadores Welington Pulu (PMDB), Tarcísio Muniz (PCdoB), Vado Alexandrino (PMDB), Fernando Fernandes (PR), Nino Maragon (PDT), Pierre Rigaud (PSDB) e Juliano Silva (PPS) votaram a favor do ex-prefeito; votaram contra Gabriel Nascif (PT) e Carlinhos Diplomata (PR).
 
A vereadora Joilda Silva se absteve e o vereador Zé Silva faltou à sessão por motivos médicos. Segundo o Art. 81º da Lei Orgânica do Município de Ubatã, Parágrafo 7º, somente pela decisão de dois terços dos membros da Câmara deixará de prevalecer o parecer prévio do TCM, ou seja, 08 votos.
 
Com a decisão da Câmara, Dai da Caixa, que só conseguiu 07 votos, fica inelegível por 08 anos, até 2023, ou seja, o ex-gestor está fora dos dois próximos pleitos eleitorais.

 

Notícias relacionadas

[Obama revela desejo de conhecer a Bahia]
Bahia

Obama revela desejo de conhecer a Bahia

Por Alexandre Galvão no dia 18 de Abril de 2019 ⋅ 08:00 em Bahia

O ex-presidente enumerou outros lugares que gostaria de conhecer, citando Chile e Argentina, com destaque para região da Patagônia

[PRF começa operação Semana Santa nesta quinta]
Bahia

PRF começa operação Semana Santa nesta quinta

Por Kamille Martinho no dia 16 de Abril de 2019 ⋅ 20:30 em Bahia

Fiscalização tem o objetivo de reforçar o policiamento preventivo em locais e horários de maior incidência de criminalidade e acidentes graves