Bahia

IFBA abre inscrições para processo seletivo com 5,6 mil vagas

Do total, 3 mil vagas são para cursos integrados, que aliam ensino médio e técnico

[IFBA abre inscrições para processo seletivo com 5,6 mil vagas]
Foto : Lilian Caldas / IFBA

Por Juliana Rodrigues no dia 17 de Julho de 2019 ⋅ 13:20

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) publicou ontem (16) o edital do Processo Seletivo para cursos técnicos, nas formas integrada (ensino médio e técnico, para concluintes do ensino fundamental) e subsequente (ensino técnico para concluintes do ensino médio), com ingresso em 2020. As inscrições podem ser feitas até o dia 20 de setembro, exclusivamente pela internet, através da página do Processo Seletivo.

São oferecidas quase 5,6 mil vagas, disponíveis em 20 cidades da Bahia: Barreiras, Brumado, Camaçari, Euclides da Cunha, Eunápolis, Feira de Santana, Ilhéus, Irecê, Jacobina, Jequié, Juazeiro, Paulo Afonso, Porto Seguro, Salvador, Santo Amaro, Seabra, Simões Filho, Ubaitaba, Valença e Vitória da Conquista. Metade das vagas será destinada a estudantes que cursaram o ensino fundamental e/ou médio em escolas públicas, e 5% para candidatos com deficiência.

Para se inscrever, o candidato deve preencher os dados solicitados e gerar o boleto para pagamento da taxa de inscrição, no valor de R$ 35. Caso o candidato tenha cursado todo o Ensino Fundamental II (6º ao 9º ano, antiga 5ª a 8ª série) em escola pública poderá solicitar, até o dia 22 de agosto, a isenção parcial da taxa de inscrição, pagando o valor de R$ 3,50, correspondente a 10% da taxa de inscrição.

O quadro de vagas do Processo Seletivo 2020 é composto por 3 mil vagas para 19 cursos da forma integrada e cerca de 2,5 mil para a forma subsequente, em 17 cursos.

Notícias relacionadas

[Metrópole reprisa entrevista especial com MK ]
Bahia

Metrópole reprisa entrevista especial com MK 

Por Metro1 no dia 13 de Dezembro de 2019 ⋅ 10:27 em Bahia

As duas horas de programa serão exibidas ainda no canal do youtube.com/portalmetro1. A condução da entrevista ficou a cargo de James Martins