Bahia

MP-BA mira mais oito postos por suposto preço abusivo na greve dos caminhoneiros

No total, órgão estadual instaurou 24 procedimentos; multas podem chegar a R$ 6mi

[MP-BA mira mais oito postos por suposto preço abusivo na greve dos caminhoneiros]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Adelia Felix no dia 16 de Setembro de 2019 ⋅ 18:01

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) instaurou mais oito inquéritos civis para investigar suposto aumento abusivo do preço de combustíveis em postos de Salvador durante o período da greve dos caminhoneiros, entre os últimos dias do mês de maio e início de junho de 2018. Na semana passada, 16 procedimentos foram instaurados. 

A denúncia proposta pela Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor na Bahia (Procon-BA) será investigada pela 3ª Promotoria de Justiça do Consumidor, na capital baiana. Caso o abuso seja confirmado, os postos podem ser autuados e multados. As multas em caso de irregularidades podem variar de R$ 600 a R$ 6 milhões.

Os oito estabelecimentos investigados são: Rodrigues Torres Comércio e Derivados de Petróleo Ltda (Avenida Mario Leal Ferreira, Salvador), Auto Posto Salvador Ltda (Estrada das Barreiras, Salvador), Santos Pereira Comércio de Combustível e Serviço Ltda, São Rafael Postos de Serviços Ltda (Avenida São Rafael, Salvador), Posto Sissi Ltda (Avenida Centenário, Salvador), Sobral & Filhos Comércio de Combustíveis Ltda (BR-324, Feira de Santana), Teixeira Derivados de Petróleo Ltda (Teixeira de Freitas), TIC Comércio de Combustíveis Ltda (Cabula, Salvador).

Os outros postos que já eram investigados são: ABO Postos e Serviços Ltda (Cajazeiras), Posto Albalonga Ltda (Avenida Vasco da Gama), Alegria Comércio de Combustíveis Ltda (Barris), Auto Posto Cumurupim Ltda (Pituba), Carlos Eduardo Casagrande (Parque Bela Vista), Posto Casagrande Ltda (Engenho Velho de Brotas), CCS Comércio de Combustíveis Ltda (Piatã), Auto Posto Centenário Ltda (Avenida Centenário), Comercial de Combustíveis Cidade Jardim Ltda (Rio Vermelho), Coelho Comércio de Combustíveis Ltda (Calçada), Posto do Cristo Combustíveis Ltda (Ondina), D & B Comercial Ltda (Pituaçu), Ecopostos Combustíveis e Serviços Ltda (Retiro), ESR Comércio de Combustíveis e Serviços Ltda (Engenho Velho da Federação), Europosto Comércio de Combustíveis e Derivados de Petróleo Ltda (Canela) e Posto de Gasolina Felici Ltda (Saúde).

 

Notícias relacionadas

[Embasa nega favorecimento de empresas em contratos ]
Bahia

Embasa nega favorecimento de empresas em contratos 

Por Metro1 no dia 18 de Outubro de 2019 ⋅ 07:58 em Bahia

“As dispensas de licitações são previstas legalmente para garantir a continuidade da prestação de serviços essenciais para população", diz a empresa