Bahia

Bahia é 8º no ranking de doação de órgãos

Houve redução de 75% para 55% em negativa familiar para doações nos últimos dois anos

[Bahia é 8º no ranking de doação de órgãos]
Foto : Pixabay

Por Kamille Martinho no dia 22 de Setembro de 2019 ⋅ 14:00

A Bahia ocupa o oitavo lugar no ranking nacional de transplante e doação de órgãos. Houve redução de 75% para 55% em negativa familiar para doações nos últimos dois anos, e aumento de 13,39% no número de transplantes realizados, quando comparados o primeiro semestre de 2018 e o de 2019. As informações são do A tarde.

A coordenadora do Sistema Estadual de Transplantes, Rita Pedrosa, explica que o direcionamento dos órgãos doados considera a fila de espera, mas é determinada pela conjugação de uma série de fatores.

A coordenadora considera que a principal motivação para a negativa das famílias é a falta de conhecimento sobre o processo de doação e sobre a legislação brasileira, que afirma ser uma das mais rigorosas do mundo. 

Ela ainda defende que a abordagem do tema precisa ir além da área de saúde, chegando às escolas, por exemplo. “O assunto devia ser inserido nas atividades curriculares a partir do ensino fundamental, mostrando os órgãos, levando transplantados para dar depoimento, tudo usando uma linguagem para a criança”, recomenda.

Notícias relacionadas