Brasil

Pedra gigante destrói quatro casas no ES; Vila Velha decreta emergência

Uma pedra gigante deslizou e destruiu quatro casas em Vila Velha, capital do Espírito Santo, no final da tarde da última sexta-feira (1). Ao todo, mais de 100 famílias ficaram desabrigadas após o isolamento de uma área de cerca de 80 metros por medida de segurança. O prefeito de Vila Velha, Rodney Miranda, decretou situação de emergência no bairro São Torquato.[Leia mais...]

[Pedra gigante destrói quatro casas no ES; Vila Velha decreta emergência]
Foto : Reprodução/G1

Por Matheus Simoni no dia 02 de Janeiro de 2016 ⋅ 12:37

Uma pedra gigante deslizou e destruiu quatro casas em Vila Velha, capital do Espírito Santo, no final da tarde da última sexta-feira (1). Ao todo, mais de 100 famílias ficaram desabrigadas após o isolamento de uma área de cerca de 80 metros por medida de segurança.

O prefeito de Vila Velha, Rodney Miranda, decretou situação de emergência no bairro São Torquato. "Precisamos ter agilidade para atender, com o máximo de presteza possível, as vítimas e tenha agilidade para contratar os serviços necessários. Há uma previsão de chuva para o final da tarde, então a gente vai ter que se movimentar o máximo possível, até encontrar, tecnicamente, uma solução para esse problema", explicou Rodney.

De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), cinco feridos foram atendidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e pelo Corpo de Bombeiros, além de outras 10 pessoas socorridas por moradores, com ferimentos leves.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Rosa Weber é eleita presidente do TSE]
Brasil

Rosa Weber é eleita presidente do TSE

Por Metro1 no dia 20 de Junho de 2018 ⋅ 13:40 em Brasil

Ministra vai presidir as eleições de outubro e deve permanecer no cargo até maio de 2020

[TCU vai investigar cobrança de bagagem por aéreas]
Brasil

TCU vai investigar cobrança de bagagem por aéreas

Por Metro1 no dia 19 de Junho de 2018 ⋅ 13:20 em Brasil

Valor cobrado pelo despacho em voos domésticos foi autorizado pela Anac, por meio de resolução, em dezembro de 2016, e aplicada a partir de abril de 2017