Brasil

Obrigatoriedade para uso do extintor ABC é adiada novamente

O Ministério das Cidades informou nesta segunda-feira (15) que o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) alterou, pela terceira vez, o prazo para a obrigatoriedade de uso do extintor do tipo ABC nos automóveis. [Leia mais...]

[Obrigatoriedade para uso do extintor ABC é adiada novamente ]
Foto : Reprodução/Zoom.net

Por Paloma Andrade no dia 15 de Junho de 2015 ⋅ 16:50

O Ministério das Cidades informou nesta segunda-feira (15) que o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) alterou, pela terceira vez, o prazo para a obrigatoriedade de uso do extintor do tipo ABC nos automóveis.

Marcada anteriormente para 1º de julho, a nova data para que a exigência comece a valer será definida pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Quando a regra entrar em vigor, o motorista que circular sem o equipamento terá de pagar multa no valor de R$ 127,69, além de ter 5 pontos na carteira de habilitação.

A obrigatoriedade valerá para automóveis de passeio, utilitários, caminhonetes, caminhões, tratores, micro-ônibus, ônibus, e triciclos automotores de cabine fechada.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Inscrições para o Fies terminam neste domingo]
Brasil

Inscrições para o Fies terminam neste domingo

Por Alexandre Galvão no dia 20 de Julho de 2018 ⋅ 21:00 em Brasil

Pode concorrer às vagas quem fez uma das edições do Enem a partir de 2010 e teve média igual ou superior a 450 pontos, nem zerou a redação

[Dr. Bumbum é preso após 4 dias foragido]
Brasil

Dr. Bumbum é preso após 4 dias foragido

Por Marina Hortélio no dia 19 de Julho de 2018 ⋅ 16:00 em Brasil

O médico fugiu após uma paciente ter morrido decorrente de complicações de um procedimento cirúrgico na casa de Denis

[Governo americano barra remessas de canabidiol ao Brasil]
Brasil

Governo americano barra remessas de canabidiol ao Brasil

Por Matheus Simoni no dia 18 de Julho de 2018 ⋅ 22:00 em Brasil

Feito à base de maconha, o composto não é produzido no Brasil e só pode ser importado com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária