Brasil

Prouni 2016: programa deve ter maior custo desde a sua criação

A projeção da Receita Federal apontou que o Programa Universidade para Todos (Prouni) terá em 2016 o maior custo para os cofres públicos desde a criação do programa. A expectativa é que neste ano o governo deixe de arrecadar R$ 1,27 bilhão em impostos para custear vagas em instituições privadas. [Leia mais...]

[Prouni 2016: programa deve ter maior custo desde a sua criação]
Foto : Divulgação

Por Jessica Galvão no dia 24 de Janeiro de 2016 ⋅ 11:33

A projeção da Receita Federal apontou que o Programa Universidade para Todos (Prouni) terá em 2016 o maior custo para os cofres públicos desde a criação do programa. A expectativa é que neste ano o governo deixe de arrecadar R$ 1,27 bilhão em impostos para custear vagas em instituições privadas.

Segundo dados do Ministério da Educação (MEC), a primeira edição do Prouni em 2016 teve queda de 4% no total de vagas. São 203.602 bolsas oferecidas, enquanto no ano passado, foram colocadas 213.113 disponíveis no sistema. Desde 2005, quando foi criado o programa, o governo deixou de arrecadar mais de R$ 8 bilhões, das instituições privadas. Foram 2,5 milhões de bolsas ofertadas neste período, sendo que, em 2015 havia 1,7 milhão de alunos estudando com as bolsas parciais ou integrais do Prouni.

Os candidatos à bolsas do programa poderão conferir, na próxima segunda-feira (25), a lista dos pré-selecionados na primeira chamada. O resultado estará disponível na página do Prouni na internet. Os alunos pré-aprovados deverão comparecer às instituições de ensino, até o dia 1° de fevereiro, e comprovar as informações prestadas no ato da inscrição.

Notícias relacionadas