Brasil

Empresa diz que projeto do livro de Claudia Leitte foi abortado no ano passado

Responsável pelo gerenciamento da carreira da cantora Claudia Leitte, a Produtora Ciel recebeu, na última terça-feira (16), a notícia de que o projeto chamado "Livro Claudia Leitte" foi aprovado para captar R$ 355,927 mil por meio da Lei Rouanet. [Leia mais...]

[Empresa diz que projeto do livro de Claudia Leitte foi abortado no ano passado]
Foto : Reprodução/Agecom

Por Gabriel Nascimento no dia 18 de Fevereiro de 2016 ⋅ 10:48

Responsável pelo gerenciamento da carreira da cantora Claudia Leitte, a Produtora Ciel recebeu, na última terça-feira (16), a notícia de que o projeto chamado "Livro Claudia Leitte" foi aprovado para captar R$ 355,927 mil por meio da Lei Rouanet. A informação foi divulgada no Diário Oficial da União.

Com a previsão de imprimir 2 mil exemplares, o projeto era constituído por um livro contendo uma entrevista exclusiva da cantora, além de fotos, letras e partituras da artista, com versões em inglês e português. Curiosamente, a produtora informou ao jornal O Estado de S. Paulo, que ficou surpresa com a aprovação do livro e com a repercussão negativa que o caso tinha tomado.

Em nota, a empresa disse que o projeto para o livro institucional sobre Claudia, inscrito "em total conformidade com Lei Rouanet" no ano de 2014, foi cancelado em 2015. Foi informado ainda que os responsáveis pelo projeto não trabalham mais no local e por isso o projeto não foi retirado do programa de incentivo. Consta na Lei Rouanet que o recurso não captado é arquivado pelo Ministério da Cultura. Vale ressaltar que a Lei 8.313, criada em 1991, na verdade, somente permite aos selecionados que captem recursos de empresas privadas. Não há repasse direto do MinC.

Notícias relacionadas

[Apenas 3,3% dos estudantes brasileiros querem ser professores]
Brasil

Apenas 3,3% dos estudantes brasileiros querem ser professores

Por Alexandre Galvão no dia 15 de Outubro de 2018 ⋅ 10:20 em Brasil

Os países com os maiores percentuais de estudantes que querem ser professores são Argélia, onde 21,7% dos estudantes querem ser professores, e Kosovo, onde esse percentua...