Brasil

Grande público em manifestações contra o PT deixa governo surpreso

Mesmo com a previsão de que as manifestações do último domingo (13), contra a gestão do PT, fossem superar os números dos atos anteriores, o governo ficou surpreso com a multidão que foi às ruas em todo o país. [Leia mais...]

[Grande público em manifestações contra o PT deixa governo surpreso]
Foto : Reprodução/Luiz Varjão

Por Gabriel Nascimento no dia 14 de Março de 2016 ⋅ 09:36

Mesmo com a previsão de que as manifestações do último domingo (13), contra a gestão do PT, fossem superar os números dos atos anteriores, o governo ficou surpreso com a multidão que foi às ruas em todo o país. Foi um recorde de público na comparação com os demais movimentos realizados no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff.

A presidente que acompanhou as mobilizações no Palácio da Alvorada, reuniu um grupo de ministros ao longo da tarde e início da noite para definir uma estratégia a ser adotada como reação às manifestações. Uma nota foi divulgada por volta das 20h destacando o "caráter pacífico das manifestações", que demonstra a "maturidade de um país que sabe conviver com opiniões divergentes e garantir respeito às leis e às instituições", diz o texto.

O governo teme que os atos se intensifiquem e fortaleçam o processo de impeachment contra a petista, que deve ser retomado pelo Congresso nesta semana. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já informou aos parlamentares que a Casa retomará o processo de impedimento da presidente assim que o Supremo Tribunal Federal (STF) concluir o julgamento sobre o rito do impeachment.

Notícias relacionadas