Brasil

Presos na 14ª fase da Lava Jato começam a depor na Polícia Federal

A Polícia Federal começou a ouvir os presos na 14ª fase da Operação Lava Jato na sede da PF em Curitiba, onde se concentram os processos da operação que investiga a corrupção na Petrobras. Membros do Ministério Público Federal também acompanham os depoimentos programados paraa tarde desta segunda-feira (22). [Leia mais...]

[Presos na 14ª fase da Lava Jato começam a depor na Polícia Federal]
Foto : Reprodução/Tânia Rego/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 22 de Junho de 2015 ⋅ 15:11

A Polícia Federal começou a ouvir os presos na 14ª fase da Operação Lava Jato na sede da PF em Curitiba, onde se concentram os processos da operação que investiga a corrupção na Petrobras. Membros do Ministério Público Federal também acompanham os depoimentos programados para  a tarde desta segunda-feira (22).

Os executivos das construtoras Norberto Odebrecht e Andrade Gutierrez, detidos na última sexta-feira (19), estão na carceragem da PF na capital paranaense. De acordo com a PF, serão ouvidos os detidos em prisão temporária, cujo prazo de detenção acaba nesta semana. São eles: Alexandrino de Salles Ramos de Alencar, diretor da Odebrecht; Antônio Pedro Campelo de Souza, ex-diretor da Andrade Gutierrez; Flávio Lúcio Magalhães, também ligado à Andrade Gutierrez; e a consultora Christina Maria da Silva Jorge.

Após o fim da fase de depoimentos dos detidos em prisão temporária, serão ouvidos os presos de forma preventiva: Marcelo Odebrecht, presidente da Organização Odebrecht; João Antônio Bernardi, ex-diretor da construtora, e Márcio Faria da Silva e Rogério Santos de Araújo, executivos da Odebrecht. Também será ouvido Otávio Marques de Azevedo, presidente da Andrade Gutierrez.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Governo americano barra remessas de canabidiol ao Brasil]
Brasil

Governo americano barra remessas de canabidiol ao Brasil

Por Matheus Simoni no dia 18 de Julho de 2018 ⋅ 22:00 em Brasil

Feito à base de maconha, o composto não é produzido no Brasil e só pode ser importado com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária