Brasil

Lula vê esperança em deputado baiano para conter impeachment de Dilma

O ex-presidente Lula tentará tudo que for possível para evitar o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). De acordo com o jornal Folha de São Paulo, Lula vai partir para a tentativa de convencer um por um na Câmara Federal, já que o ex-presidente não tem vez no Senado e na comissão especial na Câmara. Para Lula, a saída seria o convencimento de deputados federais para vetar o processo no plenário da casa

[Lula vê esperança em deputado baiano para conter impeachment de Dilma]
Foto : Reprodução/ Agência Brasil

Por Alaine Brasil no dia 27 de Março de 2016 ⋅ 08:50

O ex-presidente Lula tentará tudo que for possível para evitar o impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). De acordo com o jornal Folha de São Paulo, Lula vai partir para a tentativa de convencer um por um na Câmara Federal, já que o ex-presidente não tem vez no Senado e na comissão especial na Câmara. Para Lula, a saída seria o convencimento de deputados federais para vetar o processo no plenário da casa.

De acordo com o site O Antagonista, Lula vai conversar com os deputados do PEN e do PTN. Como o governo precisará de no mínimo 171 votos para barrar o impeachment, Lula terá como missão convencer o deputado baiano João Carlos Bacelar (PTN) a votar a favor de Dilma. Até o momento, Bacelar tem sido visto como um dos indecisos, além de integrar a comissão especial do impeachment.

Nessa fase preliminar, a principal aposta do governo é a judicialização da denúncia para tentar ganhar tempo para convencer os deputados. A tática é um forma de garantir pelo menos dez votos dos 13 deputados do PTN contra o impeachment no plenário. O governo deve perder nesta semana o PMDB e no mesmo caminho devem seguir o PP, PR e PSD. Estes três partidos representam nada menos que 121 deputados na Câmara Federal.


 

Notícias relacionadas

[Defesa de Temer entra com pedido de habeas corpus]
Brasil

Defesa de Temer entra com pedido de habeas corpus

Por Kamille Martinho no dia 21 de Março de 2019 ⋅ 17:54 em Brasil

Defesa também pediu ao juiz Marcelo Bretas para que o ex-presidente seja mantido em uma sala da Superintendência da Polícia Federal