Brasil

Deflagrada Operação Água Viva que investiga fraude em notas fiscais

Foi deflagrada nesta quinta-feira (2) pela Receita Federal, Polícia Federal e Ministério Público Federal, a Operação Água Viva com objetivo de combater a prática de crime contra a ordem tributária. Através de comunicado, o Fisco informou que a operação teve início após a identificação de fraudes em empresa do setor industrial com atuação de todo [Leia mais...]

[Deflagrada Operação Água Viva que investiga fraude em notas fiscais]
Foto : Fotos Públicas

Por Gabriel Nascimento no dia 02 de Julho de 2015 ⋅ 11:22

Foi deflagrada nesta quinta-feira (2) pela Receita Federal, Polícia Federal e Ministério Público Federal, a Operação Água Viva com objetivo de combater a prática de crime contra a ordem tributária. Através de comunicado, o Fisco informou que a operação teve início após a identificação de fraudes em empresa do setor industrial com atuação de todo o território nacional suspeita de distribuir produtos no mercado com nota fiscal reutilizada ou subfaturada. Segundo informações da Receita, foi possível comprovar que a prática estava disseminada na organização, sem registros oficiais e acompanhada pelos principais sócios.

Ainda segundo a Receita, existem indícios de que o esquema funcionava da mesma forma há vários anos, utilizando inclusive, sistemas informatizados paralelos para controle do “caixa dois”. O valor das autuações podem chegar a R$ 200 milhões caso seja confirmada a fraude nas fábricas da empresa.

Foram cumpridos mandados de prisão temporária, de busca e apreensão e conduções coercitivas nas sedes da empresa e nas residências dos sócios, nas cidades de Governador Valadares (MG), Cuiabá (MT), Bauru (SP) e Piracicaba (SP). Além da empresa, poderão ser multados e responderão pelos crimes investigados clientes que utilizaram o artifício, que configura crime contra a ordem tributária.


 

Notícias relacionadas

[STF define que é crime fugir do local do acidente de trânsito]
Brasil

STF define que é crime fugir do local do acidente de trânsito

Por Marina Hortélio no dia 14 de Novembro de 2018 ⋅ 21:00 em Brasil

A maioria dos magistrados compreendeu que a punição para quem deixa o local do acidente não fere a garantia do cidadão de não ser obrigado a produzir prova contra si mesm...