Brasil

Mais um caso de agressão à mulher na Vila Olímpica

APolícia carioca está realizando diligencias nesta terça-feira para esclarecer o caso de uma camareira da Vila Olímpica do Rio de Janeiro, que denunciou ter sido agredida por um atleta da delegação búlgara. Ocrime teria acontecido no domingo (14). De acordo com o depoimento dado à polícia pela vítima, duas outras camareiras também foram agredidas. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Fernando Frazão/ Agência Brasil

Por Laura Lorenzo no dia 16 de Agosto de 2016 ⋅ 17:29

A  Polícia carioca está realizando diligencias nesta terça-feira para esclarecer o caso de uma camareira da Vila Olímpica do Rio de Janeiro, que denunciou ter sido agredida por um atleta da delegação búlgara. O  crime teria acontecido no domingo (14). De acordo com o depoimento dado à polícia pela vítima, duas outras camareiras também foram agredidas. 

Segundo o depoimento,  as camareiras estavam indo fazer a arrumação do quarto do atleta quando ele saiu e aplicou um golpe contra ela, e  em seguida atacou as outras duas colegas de trabalho.

Já é o terceiro caso registrado de agressão contra camareiras por atletas na Vila. No dia 8 de agosto o boxeador da Namíbia Jona Junias Jonas, de 22 anos, foi preso acusado de ter estuprado uma das profissionais da Vila Olímpica. Menos de uma semana antes, outro pugilista, o marroquino Hassan Sada, também foi preso suspeito de estuprar outras duas camareiras. O atleta negou o ocorrido.

Após a prisão, a delegada Carolina Salomão, da 42ª DP - mesma delegacia para onde o caso de agressão pelo búlgaro foi encaminhada - afirmou: "A gente espera que sirva de exemplo. Para nós, mulheres, é um desrespeito muito grande. Independente da cultura, a lei é o que vale.

Notícias relacionadas