Brasil

Moro determina que Bumlai volte para o presídio dia 30 de agosto

Foi adiada para 30 de agosto, a volta do pecuarista José Carlos Bumlai ao presídio. A decisão foi do juiz Sérgio Moro, que pediu que a defesa do empresário esclareça se Bumlai continua internado e entregue o resultado dos exames médicos. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agência Brasil

Por Matheus Morais no dia 19 de Agosto de 2016 ⋅ 11:37

Foi adiada para 30 de agosto, a volta do pecuarista José Carlos Bumlai ao presídio. A decisão foi do juiz Sérgio Moro, que pediu que a defesa do empresário esclareça se Bumlai continua internado e entregue o resultado dos exames médicos. O acusado é réu em uma das ações penais da Operação Lava Jato que tramitam na Justiça Federal em Curitiba.

No mês de março, Sérgio Moro autorizou Bumlai a cumprir recolhimento domiciliar para fazer tratamento contra câncer na bexiga durante três meses. Nesse período, o empresário foi monitorado por tornozeleira eletrônica. No dia 10 de agosto, Moro determinou que Bumlai voltasse à prisão no dia 23 de agosto por entender que o empresário oferece risco às investigações da Lava Jato.
 
Na decisão, o juiz citou que Bumlai responde ação penal na Justiça do Distrito Federal pela suposta tentativa de impedir o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró de assinar acordo de delação premiada. “Considerando a proximidade do dia 23/08 e para evitar riscos desnecessários ao acusado, adio, por ora, para 30/08 sua reapresentação à Polícia Federal em Curitiba, sem prejuízo de nova avaliação se necessário”, decidiu o juiz.
 
No mesmo processo, são réus o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o filho do empresário, Mauricio Bumlai.  A investigação foi aberta com base na delação premiada do ex-senador Delcídio do Amaral.

Notícias relacionadas