Brasil

Bancários entram em greve nesta terça-feira

Os bancários de todo o país irão entrar em greve nesta terça-feira (6). As reivindicações da categoria incluem reajuste salarial, melhores condições de trabalho, reposição inflacionária de 5%, antecipação e reajuste na participação dos lucros, aumento do piso salarial e vale-alimentação. As condições da paralisação das atividades em todo o Brasil serão definidas na assembleia que será realizada em Brasília nesta segunda-feira (5). [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Luiza Leão no dia 05 de Setembro de 2016 ⋅ 14:39

Os bancários de todo o país irão entrar em greve nesta terça-feira (6). As reivindicações da categoria incluem reajuste salarial, melhores condições de trabalho, reposição inflacionária de 5%, antecipação e reajuste na participação dos lucros, aumento do piso salarial e vale-alimentação. As condições da paralisação das atividades serão definidas na assembleia que será realizada em Brasília, nesta segunda-feira (5).

A categoria decidiu pela paralisação após rejeitar a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) cujo reajuste era de 6,5% (para uma inflação de 9,57%) e abono de R$ 3 mil, que não incide sobre salários, FGTS, férias ou décimo terceiro. De acordo com o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito, Lourenço Prado, a proposta apresentada está abaixo da inflação do período, que é de 9,57%.

Prado declarou que apesar de não ter prazo para acabar, o movimento não prejudicará a população. “A greve é nacional e com prazo indeterminado, porém os caixas vão continuar funcionando e os correspondentes bancários também funcionam normalmente. A população não será afetada, os clientes especiais poderão ser atendidos conforme acordo com o sindicato. Não queremos trazer prejuízo à população, só vamos reivindicar nossos direitos“, disse. 

Notícias relacionadas

[Fux determina prisão de Cesare Battisti]
Brasil

Fux determina prisão de Cesare Battisti

Por Alexandre Galvão no dia 14 de Dezembro de 2018 ⋅ 07:00 em Brasil

Battisti é acusado de ser o autor de quatro assassinatos na Itália, que teriam sido cometidos entre os anos de 1977 e 1979