Brasil

8ª fase da Operação Anacrônio é deflagrada em quatro estados pela PF

A 8ª fase da Operação Anacrônio foi deflagrada nesta quinta-feira (15) pela Polícia Federal. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto :

Por Matheus Morais no dia 15 de Setembro de 2016 ⋅ 08:39

A 8ª fase da Operação Anacrônio foi deflagrada nesta quinta-feira (15) pela Polícia Federal. De acordo com a PF, o objetivo é apreender documentos que possam esclarecer a existência de uma suposta organização criminosa especializada em se beneficiar junto ao governo federal com pagamentos de vantagens indevidas a agentes públicos. No total, são cumpridos 20 mandados judiciais expedidos pela 10ª Vara Federal do Distrito Federal. As ações foram deflagradas nos estados de Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. 11 pessoas são alvo de condução coercitiva. 

Segundo a Polícia Federal, dois inquéritos policiais são os focos das investigações. O primeiro se refere à suspeita de cooptação e pagamento de vantagens indevidas para fraudar licitações no Ministério da Saúde, beneficiando uma gráfica pertencente a investigados. A outra questão é a interposição de uma empresa na negociação de vantagens indevidas a agente público para conseguir financiamento de projetos no exterior pelo BNDES em Angola, Cuba, Panamá, Gana e México e República Dominicana. Segundo a polícia, uma empreiteira brasileira foi a grande beneficiada.

Investigados com foro privilegiado não estão envolvidos nesta ação, segundo a PF. Suspeitos com essa prerrogativa serão julgados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Em São Paulo está sendo cumprido um mandado de condução coercitiva, no Rio de Janeiro, 5 conduções coercitivas e 4 buscas. Em Minas Gerais, 1 condução coercitiva e 2 buscas e no Distrito Federal 4 conduções coercitivas e 3 buscas.

Notícias relacionadas

[Acidentes de trânsito com vítimas caem 18% até agosto]
Brasil

Acidentes de trânsito com vítimas caem 18% até agosto

Por Matheus Simoni no dia 21 de Outubro de 2018 ⋅ 07:30 em Brasil

De janeiro a agosto, segundo relatórios, o total de indenizações pagas por acidentes somaram 216.023, contra 263.841 registrados no mesmo período do ano passado