Brasil

Em 13 anos, 891 indígenas foram mortos; 137 só em 2015

O Conselho Indigenista Missionário (Cimi) revelou que 137 indígenas foram assassinados no Brasil em 2015. Segundo o Relatório Violência contra os Povos Indígenas no Brasil, divulgado na última quarta-feira (14), a quantidade de assassinatos de índios pode ser ainda maior, uma vez que a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) caracteriza os números repassados ao Cimi como “defasados”. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Por Luiza Leão no dia 15 de Setembro de 2016 ⋅ 16:19

O Conselho Indigenista Missionário (Cimi) revelou que 137 indígenas foram assassinados no Brasil em 2015. Segundo o Relatório Violência contra os Povos Indígenas no Brasil, divulgado na última quarta-feira (14), a quantidade de assassinatos de índios pode ser ainda maior, uma vez que a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) caracteriza os números repassados ao Cimi como “defasados”.

Em 2014, 138 casos foram registrados, um a menos que em 2015. O relatório revelou ainda que desde 2003, 891 indígenas foram assassinados, sendo a média anual de 68 mortes violentas.

De acordo com o Cimi, os dados encaminhados pela Sesai foram obtidos através da Lei de Acesso à Informação e não permitem uma análise mais aprofundada, uma vez que as ocorrências não apresentam informações como faixa etária e localidade, ou seja, mais detalhes sobre os casos.

“A fragilidade destes dados dificulta uma clara percepção da autoria dos homicídios, se eles tiveram como pano de fundo a disputa pela terra ou, nesse sentido, se são consequência do fato dos indígenas não estarem vivendo em seus territórios tradicionais”, diz trecho do relatório.

Notícias relacionadas

[PGR repudia assassinatos de militantes do MST]
Brasil

PGR repudia assassinatos de militantes do MST

Por Marina Hortélio no dia 10 de Dezembro de 2018 ⋅ 14:20 em Brasil

A Procuradoria aponta que existe um 'contexto sombrio de violência contra os movimentos sociais' no país